Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

Para defender os mais débeis

· Em Washington o Pontífice indica as linhas de compromisso comum ·

Pela primeira vez o Papa fala ao Congresso dos Estados Unidos

Com um tríplice convite a «construir uma sociedade que seja deveras tolerante e inclusiva, a defender os direitos dos indivíduos e das comunidades, e a rejeitar qualquer forma de discriminação injusta» o Papa Francisco dirigiu-se à Nação americana durante o primeiro discurso pronunciado em público em território norte-americano. E não foi ocasional que tenha acontecido na Casa Branca, um dos lugares-símbolo da identidade americana. Na manhã de quarta-feira, 23 de Setembro, no jardim da residência presidencial em Washington o primeiro Papa latino-americano foi recebido pelo primeiro presidente afro-americano dos Estados Unidos, numa atmosfera de grande cordialidade.

Ambiente, liberdade religiosa e tutela dos mais débeis estiveram no centro dos dois discursos, com os votos do Pontífice para «que todos os homens e mulheres de boa vontade desta Nação apoiem os esforços da comunidade internacional a fim de proteger os mais débeis e promover modelos integrais e inclusivos de desenvolvimento, de modo que os nossos irmãos e irmãs possam conhecer a paz e a prosperidade». Mais pastorais os seguintes encontros de Francisco na capital norte-americana. No final da manhã o Pontífice encontrou-se com os bispos e à tarde celebrou a missa para a canonização de Junípero Serra, a primeira neste país.

No longo e detalhado discurso dirigido à assembleia do episcopado o Papa garantiu proximidade humana e espiritual, pedindo aos irmãos bispos que não se subtraiam aos desafios do nosso tempo. Em seguida expressou-lhes gratidão e encorajamento pela obra de acolhimento dos imigrantes, e mencionou a questão dos abusos. «Sei quanto pesou em vós a ferida dos últimos anos – disse – e acompanhei o vosso generoso compromisso para curar as vítimas», exortando a «continuar a trabalhar para que tais crimes não se voltem a repetir».

Na quinta-feira Francisco vai ao Congresso – primeiro Papa que se dirige aos parlamentares norte-americanos na sua sede institucional – e depois transfere-se para Nova Iorque.

.

Discursos do Papa 

Em streaming 

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

19 de Outubro de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS