Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

Para construir a cidade do homem

· O Papa visita Arezzo e Sansepolcro mas é obrigado a anular a etapa prevista a La Verna ·

A Itália reaja à tentação do desânimo e retome o caminho da renovação espiritual e ética

Arezzo e Sansepolcro - duas comunidades que nos séculos encarnaram o modelo da «cidade do homem» construída à imagem da «Cidade de Deus»  - receberam no domingo 13 de Maio Bento XVI para a sua primeira visita em terra toscana. Uma visita que tinha em programatambém uma etapa ao santuário franciscano de La Verna, anulada no último momento por causa do mau tempo. Aos fiéis da arquidiocese de Arezzo o Papa voltou a confiar a «preciosa herança» de uma Igreja que se distinguiu ao longo da história «pelo sentido de liberdade e pela capacidade de diálogo entre as diversas componentes da sociedade». A sua «obra pacificadora desempenhada dentro da sociedade para o bem comum» testemunha, segundo o Pontífice, que ainda hoje é possível converter o amor cristão ao amor para com todos, tendo em consideração os débeis, o respeito da dignidade de cada um. Tarefa urgente como nunca face a uma crise que - recordou durante a missa em Arezzo -  exige a superação de visões materialistas com um suplemento  de atenção e solidariedade para com os mais necessitados.  Sem cair na «tentação do desânimo» - frisou no Regina Caeli – mas perseverando no caminho da «renovação espiritual e ética, a única que pode levar a um autêntico melhoramento da vida social e civil» Também através do testemunho de «fiéis leigos iluminados» - reafirmou em Sansepolcro – capazes de contribuir para o nascimento de «uma nova ética pública».

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

16 de Setembro de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS