Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

A paciência de Deus

· Francisco convida a enfrentar com ternura as situações mais difíceis ·

Paciência, proximidade e ternura de Deus. Foram estes os três aspetos ressaltados pelo Papa Francisco na homilia da missa da vigília de Natal, celebrada na basílica de São Pedro na noite de 24 de dezembro. «Nesta noite santa, enquanto contemplamos o Menino Jesus recém-nascido e depositado numa manjedoura – frisou o Pontífice – somos convidados a refletir. Como acolhemos a ternura de Deus? Deixo-me alcançar por Ele, permito que Ele me abrace ou então impeço-lhe de se aproximar de mim?». «Esta – acrescentou o Papa – é a pergunta que o Menino nos dirige com a sua simples presença: permito a Deus que me ame?».

Texto da homilia do Papa

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

20 de Novembro de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS