Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

Os trabalhos do Conselho de cardeais reunido com o Papa

· Ouvida a comissão de referência sobre o Ior ·

A Comissão de referência sobre o Instituto para as obras de religião (Ior) participou esta manhã, terça-feira 18 de Fevereiro, no encontro com o Papa e com o Conselho de cardeais na Casa de Santa Marta. Depois de ter celebrado a missa da manhã com o Papa – referiu o director da Sala de Imprensa da Santa Sé, padre Federico Lombardi – os purpurados reuniram-se com o Pontífice para ouvir a Comissão, guiada pelo cardeal Farina, estando presentes quase todos os membros. Os trabalhos realizaram-se numa «atmosfera de grande interesse por parte dos cardeais», que fizeram «também perguntas de aprofundamento para compreender bem a matéria».

Um dos pontos focalizados, explicou Lombardi, foi o da «missão das obras de religião», a fim de enfrentar «as questões que dizem respeito às instituições da Santa Sé em relação à missão da Igreja no mundo, e não só considerar as acções económicas de horizonte limitado». Neste sentido foram consideradas «de modo pormenorizado e amplo» a «realidade do Ior, as causas, os problemas que possam ter existido também no passado». E foram indicadas «algumas orientações possíveis para a renovação e organização do Instituto». Mesmo se, esclareceu o director da Sala de Imprensa, «não foi tomada decisão alguma» mas «limitamo-nos apenas a um relatório muito amplo e pormenorizado, apreciado na sua totalidade e profundidade, com um olhar também a possíveis propostas de orientação».

Referindo-se ao encontro do dia anterior com a Comissão para a reorganização das actividades económico-financeiras da Santa Sé o padre Lombardi esclareceu que os dois organismos relativos «têm tarefas distintas, mas o Papa procura ver a totalidade, para delinear uma renovação da organização das instituições». Além disso o Pontífice não se manifestou sobre «quando e como» se deve considerar «concluída» a tarefa das Comissões.

Em ambos os encontros participaram monsenhor Xuereb, como delegado do Santo Padre para as duas Comissões, e o secretário de Estado, Pietro Parolin.

O trabalho de aprofundamento prossegue na reunião da tarde, na qual poderão ser novamente chamados a participar representantes das duas Comissões de referência, como já aconteceu na tarde de segunda-feira.

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

24 de Agosto de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS