Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

Os problemas
superam-se com a solidariedade

· ​Aos fiéis da diocese de Isernia-Venafro o Papa recordou que os jovens precisam de trabalho ·

Não podem ser esquecidos «os numerosos e graves problemas que ainda afligem a vossa terra», disse o Papa aos cerca de sete mil fiéis da diocese de Isernia-Venafro, recebidos a 2 de Maio na sala Paulo VI. 

O Pontífice evocou primeiro o «problema crónico do desemprego, que atinge sobretudo os jovens, que cada vez mais decidem partir para outros países; penso também na falta de serviços adequados e nas necessidades reais das pessoas – em especial os idosos, enfermos e deficientes – e das famílias». Um cenário preocupante que exige «uma mobilização geral, que una os esforços da população, das instituições, dos particulares e das várias realidades civis. Não se podem adiar passos concretos para favorecer a abertura de novos postos de trabalho dando assim, sobretudo aos jovens, a possibilidade de se realizar mediante um trabalho honesto. É preciso encontrar um trabalho para os jovens, pois como sabeis o trabalho confere dignidade».

«Quando as dificuldades – recordou o Papa – parecem ofuscar as perspectivas de um futuro melhor, quando há falência e vazio, é o momento da esperança cristã, assente no Ressuscitado e acompanhada por um grande esforço caritativo em prol dos necessitados. Por isso, «aos jovens e a todos vós repito: os problemas superam-se com a solidariedade. Então, encorajo-vos a ser testemunhas de solidariedade nas vossas cidades e aldeias, no trabalho, na escola e em família».

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

23 de Agosto de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS