Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

Os órfãos de Yolanda

Já os chamam “os órfãos de Yolanda” (o nome filipino do furacão Haiyan), as vítimas mais frágeis de todas. Crianças que de repente se encontram sozinhas, errantes entre os destroços à procura de alguém que cuide delas. «São as vítimas por excelência de chacais que as sequestram com o objectivo da pedofilia ou do tráfico de seres humanos. É uma perspectiva horrível mas muito realista no caso de calamidades naturais. 

Uma procissão religiosa nas Filipinas devastada pelo furacão (Foto Afp)

Estas crianças necessitam de atenção imediata, para serem salvas das garras de traficantes e pedófilos»: é clara a denúncia do padre Shay Cullen, missionário irlandês de São Columbano, que mora nas filipinas desde 1969, conhecido pelo seu empenho social e pastoral, sobretudo a favor dos menores vítimas da exploração sexual. «Com o pretexto de salvar ou curar as crianças, os traficantes raptam-nas e vendem-nas aos pedófilos. Ou então ganham grandes quantias de dinheiro fornecendo as crianças para adopções ilegais. Ou pior, inserem-nas no círculo da prostituição, tornando-as escravas da exploração sexual». As autoridades filipinas têm consciência do risco e estão a monitorar o fenómeno na fase pós-furacão. O Departamento para o Bem-estar social e o Desenvolvimento do governo das Filipinas, por exemplo, já enviou uma comunicação urgente a todos os agentes humanitários assinalando «o alto risco do tráfico de crianças» nas áreas devastadas pelo furacão. «É necessário fazer o possível para impedir o tráfico de crianças. A nossa associação Preda Foundation – conclui Cullen – enviou agentes sociais qualificados para a zona atingida, a fim de ajudar a proteger e a cuidar dos pequenos sem casa».

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

22 de Agosto de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS