Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

Os débeis no centro

· O Pe. Luigi Di Liegro e a democracia social ·

«O Pe. Luigi Di Liegro punha os pobres no centro da sua reflexão – escreve Giuseppe Sangiorgi. É a característica da sua visão social, que se move dos últimos para os primeiros, de baixo para o alto, das periferias para o centro de uma cidade que seja digna do homem. 

E nas respostas às várias perguntas traça uma sinalização pormenorizada do itinerário que propõe: família, trabalho, casa renda mínima garantida. São estes, diz o Pe. Luigi, os «valores fundamentais» para incluir as faixas débeis da população no círculo da dignidade civil. Para o fazer «são necessários actos corajosos e radicais contra os mecanismos de exclusão e da desigualdade. Actos radicais no sentido de uma teologia da caridade».

Em particular, recorda Sangiorgi, para o Pe. Luigi a condição dos imigrantes é emblemática. «Os imigrantes foram a sua grande batalha, para a qual usou as palavras mais duras e fortes, a batalha na qual a solidariedade para com estes últimos da sociedade se ligava verdadeiramente a um sentido da história, dos destinos, da condição humana em relação à mensagem de salvação».

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

14 de Novembro de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS