Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

Orações e obras pelo cuidado da criação

· No primeiro dia mundial ·

«Hoje é o Dia mundial de Oração pelo Cuidado da Criação. Rezemos e trabalhemos». Foi o tweet lançado por Francisco no account @Pontifex na manhã de terça-feira, 1 de Setembro. À tarde o Papa preside à liturgia da Palavra na basílica do Vaticano, durante a qual a homilia será pronunciada pelo pregador da Casa pontifícia.

«A fé num Deus criador e no homem feito à imagem de Deus não é uma ameaça – explica o capuchinho Raniero Cantalamessa – mas uma garantia para a criação, e a mais forte de todas. Diz que o homem não é o dono absoluto das outras criaturas; deve dar-se conta do que recebeu. A parábola dos talentos tem aqui a sua aplicação primordial: a terra é o talento que todos juntos recebemos e do qual temos que prestar contas».

Segundo o pregador, «a ideia de uma relação idílica entre homem e cosmos, fora da Bíblia, é uma invenção literária. A opinião dominante entre os filósofos pagãos do tempo tinha a tendência a considerar o mundo material, no sulco de Platão, o produto de um deus de segunda categoria (o Deuteros theos, ou Demiurgo), ou até, como dirá Marcião, obra de um deus maldoso, diferente do Deus revelado por Jesus Cristo. O anseio era libertar-se da matéria, não libertar a matéria. Uma visão que na época de Francisco de Assis revivia na heresia dos cátaros».

Portanto, prossegue padre Cantalamessa, «não é a visão bíblica que favorece a prevaricação do homem sobre a criação» e, aliás, «o mapa da poluição não coincide minimamente com o da difusão da religião bíblica ou de outras religiões, mas coincide com o de uma industrialização selvagem, que visa só o lucro, e com aquele da corrupção que silencia todos os protestos e resiste a todos os poderes».

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

18 de Agosto de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS