Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

Oração do Papa pela Itália

· No Regina Caeli a recordação das vítimas do atentado de Bríndisi e do terramoto na Emília Romagna ·

Participação da Igreja no caminho dos católicos chineses e apoio ao movimento pela vida

«Todas as vezes que oramos, a terra une-se ao Céu», e assim a nossa invocação «alcança o próprio Deus». Com as palavras pronunciadas ontem, domingo 20 de Maio, durante o Regina Caeli, foi como se Bento XVI quisesse motivar o seu convite a rezar pelas vítimas do vil atentado em Brindisi, pelas sete pessoas mortas no sismo que atingiu a região de Modena e para invocar a ajuda de Maria — particularmente venerada com o título de «Auxílio dos cristãos» no santuário de Sheshan em Shangai — no caminho dos católicos chineses.

Vários temas foram propostos pelo Papa no tradicional encontro dominical para a prece mariana na praça de São Pedro. A começar pelo significado da solenidade da Ascensão, que para os cristãos representa a certeza de que a «nossa humanidade é elevada à altura de Deus» e, portanto, a nossa oração em Cristo «atravessa os céus e alcança Deus».

De algum modo ligado ao silêncio da oração e à escuta foi o tema do Dia mundial das comunicações sociais, que se celebrou precisamente no domingo. O Pontífice recordou-o, formulando votos a fim de que «a comunicação, em todas as suas formas, sirva sempre para instaurar um diálogo autêntico com o próximo».

Depois, o pensamento foi dirigido aos católicos chineses, com os votos por que a Virgem Maria «faça aumentar o afecto e a participação da Igreja universal no caminho da Igreja» local. O Papa dirigiu também um encorajamento aos seguidores do Movimento italiano pela vida. E depois recordou as vítimas do atentado contra os estudantes de uma escola em Brindisi. Enfim, transmitiu o seu pesar por quantos perderam a vida por causa do terramoto que abalou a Emilia Romagna.

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

21 de Outubro de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS