Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

Olimpíadas de solidariedade

· Os votos na perspetiva dos jogos no Rio de Janeiro ·

O verdadeiro prêmio das olimpíadas não é uma medalha mas a «a realização de uma civilização onde reine a solidariedade». Foram os votos do Papa Francisco na perspetiva da abertura dos jogos do Rio de Janeiro, expressos na quarta-feira, 3 de agosto, durante a audiência geral, ao dirigir-se aos fiéis de língua portuguesa.

«Diante de um mundo que está sedento de paz, tolerância e reconciliação – disse o Papa – faço votos de que o espírito dos Jogos Olímpicos possa inspirar a todos, participantes e espectadores, a combater o bom combate e a terminar juntos a corrida (cf. 2 Tm 4, 7-8), almejando alcançar como prêmio não uma medalha, mas algo muito mais valioso: a realização de uma civilização onde reine a solidariedade, fundada no reconhecimento de que todos somos membros de uma única família humana, independentemente das diferenças de cultura, cor da pele ou religião». E dirigindo-se aos brasileiros: «desejo que esta seja uma oportunidade para superar os momentos difíceis e comprometer-se a “trabalhar em equipe” para a construção de um país mais justo e mais seguro, apostando num futuro cheio de esperança e alegria! Que Deus abençoe a todos!»

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

17 de Novembro de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS