Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

A espiritualidade do bispo

Existência cristocêntrica e eucarística, comunhão eclesial: sentir cum ecclesia et pontifice, devoção mariana, tensão à santidade no exercício das virtudes. São os quatro pilares da espiritualidade do pastor.

Apoiado pela fé, ele demonstrará grande esperança em Deus, abandonando-se com confiança à providência divina, recordando-se da palavra do apóstolo: «Tudo posso naquele que me fortalece» (Filipenses 4, 13). Nisto ele manifestará a sua total obediência à vontade de Deus.

A caridade pastoral é a virtude que mais deve brilhar no bispo, porque unifica a sua vida tornando-a altamente exemplar. A caridade pastoral, alma do seu apostolado, é imitação de Cristo pastor bom e misericordioso para com todos. O bispo torna-se pão diário para os sacerdotes e os fiéis, como alimento espiritual. Isto inclui que o bispo se dedique todos os dias com competência e sacrifício ao clero e ao povo que lhe foi confiado. A sua perspetiva não é a tranquilidade da vida mas a labuta. O seu serviço seja expressão da sua caridade pastoral para com o próximo e para com os necessitados.

Angelo Amato

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

16 de Setembro de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS