Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

O Papa nos Abruzos

· Na festa da Transfiguração ·

No dia da festa litúrgica da Transfiguração, 6 de Agosto, quando o Evangelho apresenta Jesus em oração na montanha, Bento XVI desejou visitar um pequeno Santuário nas montanhas entre as regiões italianas do Lácio e dos Abruzos, dedicado a «Nossa Senhora dos Necessitados». É este, em conformidade com quanto referiu o padre jesuíta Federico Lombardi, director da Sala de Imprensa da Santa Sé, o sentido da visita realizada na sexta-feira pelo Papa à antiga igreja mariana, aonde na parte da manhã foi rezar com os seus acompanhantes.

Tendo sido edificada na montanha Serrasecca, que separa os municípios da área de L'Aquila, Pereto e Rocca di Botte, Santa Maria dos Necessitados celebrou precisamente no passado mês de Junho o XIV centenário de criação. Desde 610 – o ano da presumível translação de Sevilha para a montanha de Carsoli, da estátua de madeira de Nossa Senhora, que dá o nome ao referido santuário – até hoje, este lugar mariano conserva também um antiquíssimo crucifixo de madeira, além de afrescos de particular valor artístico. Meta de fiéis e devotos, os Papas honraram este santuário, concedendo numerosas indulgências. Entre os visitantes ilustres que visitaram o santuário para venerar Nossa Senhora dos Necessitados, supõe-se que estiveram também São Francisco, em 1216, e Alexandre iv, em 1250. Em tempos mais recentes, visitaram-no inclusive madre Teresa de Calcutá, em Julho de 1990 e, em Outubro de 2003, o próprio cardeal Joseph Ratzinger, que ficara hospedado em Collalto Sabino.

Depois da visita ao santuário mariano, segundo as informações transmitidas à imprensa por padre Lombardi, o Sumo Pontífice parou para almoçar em Carsoli, na comunidade de religiosas que hospeda o cardeal Fiorenzo Angelini. Na parte da tarde, acompanhado pelo seu secretário particular, monsenhor Georg Gänswein, Bento XVI chegou a Rocca di Mezzo. Tendo sido reecbido pelo cardeal Angelo Sodano, decano do Colégio cardinalício, encontrou-se depois com o pároco, o presidente da câmara desta cidadezinha e outros administradores municipais. Em Rocca di Mezzo, o Papa visitou a igreja de São Leucio – danificada pelo sismo que em Abril de 2009 assolou L'Aquila e a região circunstante – detendo-se em oração pelas pessoas e as famílias provadas por esta calamidade. À noite, Bento XVI regressou a Castel Gandolfo.

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

16 de Setembro de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS