Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

O grito da mãe terra

· Francisco recorda aos participantes no V festival da doutrina social da Igreja que o respeito da natureza e da criação é o grande desafio para o futuro do homem ·

Com um convite a «ouvir o grito da mãe terra», porque «o respeito das criaturas e da criação representa um grande desafio para o futuro do homem», foi dirigido pelo Papa Francisco aos participantes no V festival da doutrina social da Igreja que decorre em Verona de 26 a 29 de Novembro. 

Numa mensagem vídeo o Papa frisou quanto é necessária hoje «a capacidade de dialogar, de construir pontes e não muros». Este é o tempo do diálogo, não da defesa de inflexibilidades contrapostas». «Por todos – acrescentou o Pontífice – é sentida a necessidade de mudança porque se intui que alguma coisa não funciona. O consumismo, a idolatria do dinheiro, as demasiadas desigualdades e injustiças, a homologação com o pensamento dominante são um peso do qual nos queremos libertar recuperando a nossa dignidade e comprometendo-nos na partilha, sabendo que a solução dos problemas concretos não provém do dinheiro mas da fraternidade que se ocupa do outro... Fazer um pouco de limpeza, aumentar a transparência, recuperar vigor, genuinidade e agilidade faz bem às estruturas e às pessoas: encontraremos de novo o estímulo e o entusiasmo de fazer algo bom ao serviço dos irmãos. Para as novas necessidades e pobrezas são necessárias respostas novas. Vivendo a proximidade encontraremos também a inspiração e a força para dar uma forma concreta à mudança que todos desejam».

Mensagem vídeo do Papa

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

14 de Outubro de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS