Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

O Evangelho nos novos areópagos

· No Rio de Janeiro um curso sobre missão e Vaticano II ·

A necessidade de rever os cânones da formação para a missão ad gentes num contexto multirreligioso e multicultural como o actual foi frisada pelo cardeal Fernando Filoni, prefeito da Congregação para a Evangelização dos Povos, durante o curso para os bispos promovido cinquenta anos depois do concílio Vaticano II, que, tendo começado a 3 de Fevereiro no Rio de Janeiro, se concluirá sexta-feira, dia 7.

Os trabalhos de terça-feira foram inaugurados pelo articulado relatório do cardeal Filoni, o qual propôs o ensinamento conciliar sobre a dimensão missionária da Igreja. Depois de ter reafirmado o sentido da missão ad intra e da ad gentes, o purpurado analisou de modo particular o anúncio que deve ser levado aos povos de todo o mundo. A missão, disse entre outras coisas, nasce do desejo de comunhão, «enquanto a estrutura fundamental do homem é já em si de comunhão. De resto «a Igreja nasceu como comunhão».

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

21 de Outubro de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS