Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

O egoísmo esmaga
a população de Moçambique

«A unidade nacional é ameaçada pelo egoísmo e pelas divisões políticas», denunciam os bispos de Moçambique numa mensagem publicada no final da reunião do conselho permanente da Conferência episcopal, realizada na capital Maputo.

Os prelados frisam que «a consolidação da unidade nacional, que é um bem precioso para todos, uma riqueza à qual não podemos renunciar, já não pode ser considerada monopólio de alguns grupos fechados em si mesmos e obcecados pela cobiça do poder político e financeiro». E manifestam toda a sua preocupação: «Hoje, por causa da politização da maioria das instituições estatais, aumenta vertiginosamente o número de pessoas excluídas do processo decisório, e o Governo é cada vez menos capaz de alcançar as metas essenciais sancionadas pela Constituição».

Não obstante a carta fundamental preveja «a criação de uma sociedade justa e a realização do bem-estar material e espiritual da Nação, a defesa e a promoção dos direitos humanos e a igualdade dos cidadãos perante a lei», na realidade — recordam os bispos — «assistimos à clara injustiça de uma maioria de pobres esmagada por uma minoria enriquecida desonestamente, que vive no luxo; à falta de transparência na exploração dos recursos naturais e ao desprezo total pelo meio ambiente; à subtracção da terra aos agricultores locais para a realização de megaprojectos que só favorecem as multinacionais estrangeiras e uma minoria insignificante de cidadãos moçambicanos; à ambição exagerada dos funcionários públicos, que fazem da corrupção, da pilhagem e da reciclagem de dinheiro o seu modus vivendi; e ao uso da força, da arrogância e da intolerância para impor as suas ideias». 

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

17 de Janeiro de 2020

NOTÍCIAS RELACIONADAS