Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

O ecumenismo
faz-se caminhando

· ​O Papa à delegação do Patriarcado de Moscovo ·

«O ecumenismo faz-se caminhando», reiterou o Papa Francisco no discurso, divulgado hoje, dirigido a 30 de maio a uma delegação do Patriarcado ortodoxo de Moscovo, guiada pelo metropolita Hilarião de Volokolamsk.

«Estou feliz — garantiu o Pontífice — por percorrer convosco o caminho da unidade: a única vereda que nos promete algo de seguro, porque a senda da divisão nos leva rumo a guerras e destruição». Francisco repetiu com força que «a Igreja católica nunca permitirá que dos seus seus nasça uma atitude de divisão». E disse que «em Moscovo, na Rússia, só existe um patriarcado, o vosso: não teremos outro». E convidou a abandonar «a bandeira do uniatismo»: com efeito, segundo o Papa «devem ser respeitadas as Igrejas unidas a Roma, mas o uniatismo como caminho de unidade hoje não funciona». Ao contrário, o caminho é o da «mão estendida», do «abraço fraterno: pensar juntos e caminhar».

Além disso, o pontífice afirmou que «a Igreja católica, as Igrejas católicas não devem intrometer-se nos assuntos internos da Igreja ortodoxa russa, e nem sequer nos assuntos políticos». Esta, cadenciou, «é a minha atitude, a atitude da Santa Sé hoje». E «quantos se intrometem não obedecem à Santa Sé».

Discurso do Papa 

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

18 de Outubro de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS