Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

O corpo dócil

· O romance ·

Milena nasceu na prisão e ali viveu até aos três anos, como prevê a lei, depois saiu, para ir viver com o pai. A mãe ficou na prisão para cumprir a pena. Toda a vida de Milena está marcada por aquela experiência e por aquele afastamento. Disseram-lhe que na prisão só estão os maus e ela na creche tenta sê-lo para voltar para a mãe. Quando adulta, todos os sábados, através de uma associação, volta a Rebibbia para levar todas as crianças que ali vivem com as mães a conhecer o mundo. O livro de Rosella Postorino Il corpo docile [O corpo dócil] (Einaudi, 2013) narra a segregação que transforma os corpos de quem dela é vítima inerme e obediente. «Decidem eles quando e quanto devemos comer, dormir e falar. Chama-se civilização. Uma pena sem dor». Um castigo ainda maior e terrível porque, são sempre eles que decidem quando e quanto uma criança pode permanecer naquela dor e naquele castigo e quando deve ir-se embora (obrigatório aos três anos) separando-se da mãe com a qual viveu em simbiose. Il corpo docile não é um ensaio de sociologia ou um panfleto sobre as condições nas prisões: é um lindo romance, intenso, cheio de dor e de preocupação, onde se desenrola a vida de uma mulher que foi criança na prisão e que daquela prisão não sabe libertar-se. Milena continua a sentir uma culpa e uma dor; a estrada para se curar ainda é longa. São por volta de sessenta as crianças que hoje vivem com as mães nas prisões italianas. O número, que parece baixo, não pode esconder o tamanho e a profundidade da dor e da injustiça. Rosella Postorino tem o grande mérito de no-lo narrar em toda a sua verdade. ( @ritannaarmeni)

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

20 de Maio de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS