Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

​O conto dos homens violentos

Violência doméstica: falam os homens, é o título do estudo realizado pela pesquisadora libanesa Azza Charrara Baydoun, que cita os testemunhos de onze homens violentos contra as esposas, aos quais se pergunta o motivo do seu comportamento. O resultado é interessante: se, em teoria, todos condenam a violência física ou psicológica contra as mulheres, quando se encontram a falar sobre a própria experiência eles mudam totalmente de tom e de conteúdo, justificando-se em virtude do sofrimento que os comportamentos das esposas lhes causariam: se elas tivessem cumprido o próprio dever, não teriam sido espancadas. Deste estudo sobressai que os homens ignoram o facto de que as mulheres mudaram. Isto significa que mulheres e homens vivem em dois intervalos temporais diferentes: as primeiras beneficiando no presente das mudanças que se verificam ao seu redor, enquanto os outros parecem paralisados no «bom tempo passado», quando o facto de serem homens lhes permitia controlar as mulheres. 

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

17 de Agosto de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS