Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

O contágio da alegria

· Na mensagem para a celebração de 2014 o Papa Francisco anuncia que João Paulo II será padroeiro das JMJ ·

«É muito triste ver uma juventude saciada mas frágil», incapaz de «rejeitar as numerosas ofertas a baixo preço», que lhe são propostas. É necessário que os jovens aprendam a redescobrir a coragem da felicidade, da alegria e da sobriedade, escreve o Pontífice na mensagem para a JMJ de 2014, primeira das três mensagens dedicadas às bem-aventuranças que nos próximos anos cadenciarão o itinerário de preparação para o encontro internacional programado para 2016 em Cracóvia. O Santo Padre anuncia também a sua decisão de proclamar João Paulo II padroeiro das JMJ, das quais ele foi iniciador.

Na mensagem, o Papa recorda aos jovens que Jesus mostrou o caminho a seguir, encarnando as bem-aventuranças em toda a sua vida: vivê-las hoje é um verdadeiro desafio a seguir Cristo, indo contra a corrente e testemunhando a sua novidade revolucionária.

Depois, o Papa Francisco explica o que significa ser pobre de espírito, indo ao cerne do tema da próxima Jornada: escolher «um caminho de despojamento e de pobreza», como Jesus. E o Pontífice indica são Francisco de Assis como exemplo neste caminho. Os jovens cristãos são chamados «a abraçar um estilo de vida evangélico caracterizado pela sobriedade».

Em seguida, o Papa evidencia o vínculo profundo entre o tema da Jornada do Rio de Janeiro — «Ide e fazei discípulos entre todas as nações» — e a bem-aventurança dos pobres de espírito. Com efeito, explica, «a pobreza evangélica é condição fundamental a fim de que o Reino de Deus se difunda»; muitas vezes, «dos corações mais simples brota a alegria autêntica que é o próprio motor da evangelização». Enfim, o Santo Padre recorda o 30º aniversário da entrega aos jovens da cruz do jubileu e da redenção, que será celebrado a 22 de Abril. «Precisamente a partir daquele gesto simbólico de João Paulo II — escreve — teve início a grande peregrinação juvenil que desde então continua a atravessar os cinco continentes».

O texto integral da mensagem pontifícia

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

18 de Agosto de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS