Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

O caminho para encontrar Deus

· O cardeal Vegliò no congresso da associação dos reitores dos santuários ·

A acção pastoral nos santuários é partilhar e difundir a experiência da misericórdia de Deus que chama a colaborar com a sua obra de salvação.

Recordou o cardeal Antonio Maria Vegliò, presidente do Pontifício Conselho para a pastoral dos migrantes e itinerantes, que na tarde de segunda-feira, 26 de Janeiro, presidiu na basílica vaticana à missa de abertura do congresso-peregrinação sobre o tema «Os santuários, figura da Igreja», em programa em Roma até 30 de Janeiro. «Todos nós – afirmou – somos chamados a contar aos outros a nossa experiência de fé e a favorecer o seu encontro com Deus; estamos chamados a ser evangelizadores». Os reitores e os seus colaboradores, evidenciou, devem comprometer-se a fazer com que nos santuários «se possa realizar este encontro com Deus».

Durante os trabalhos do congresso, promovido pela associação dos reitores dos santuários, em colaboração com o dicastério, o cardeal recordou que a pastoral nos santuários deve ser «uma ajuda, um complemento ao trabalho eclesial que se desenvolve nas grandes cidades, aliás, deve ser inserida na programação mais ampla das dioceses». Nalguns casos, «também na das conferências episcopais, particularmente quando falamos dos santuários nacionais ou internacionais». Esta acção é necessária não só por motivos práticos, «mas sobretudo partindo do conceito de eclesiologia de comunhão, uma das noções centrais do concílio Vaticano II».

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

14 de Outubro de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS