Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

O arcebispo Becciu delegado especial do Papa

· Em vista do capítulo da soberana ordem militar de Malta ·

Em vista do capítulo extraordinário que deverá eleger o novo grão-mestre da Soberana ordem militar hospitaleira de São João de Jerusalém, de Rodes e de Malta (Somm), o Papa Francisco nomeou o arcebispo Giovanni Angelo Becciu, substituto para os assuntos gerais da Secretaria de Estado, seu delegado especial com «todos os poderes necessários para decidir sobre eventuais questões que possam surgir». A seguir, o texto da carta de nomeação — com a data de 2 de fevereiro, divulgada no dia 4 — na qual o Pontífice auspicia também «um estudo para a oportuna atualização da Carta constitucional da mesma ordem».

Ao venerado Irmão

D. Giovanni Angelo Becciu

Arcebispo Titular de Rusellae

Substituto para os Assuntos Gerais da Secretaria de Estado

No início do caminho de preparação em vista do Capítulo extraordinário que deverá eleger o novo Grão-Mestre da Soberana Ordem Militar Hospitaleira de São João de Jerusalém, de Rodes e de Malta, com a presente nomeio-o no dia de hoje meu Delegado especial junto dessa Ordem benemérita. Vossa Excelência trabalhará em estreita colaboração com S.E. o Ven. Balì Fra’ Ludwig Hoffmann von Rumerstein, Lugar-Tenente Interino, para o maior bem da Ordem e a reconciliação entre todos os seus componentes religiosos e leigos. Vossa Excelência acompanhará e ajudará o Lugar-Tenente na preparação do Capítulo extraordinário, e juntos decidireis as modalidades de um estudo para a oportuna atualização da Carta Constitucional da Ordem e do Estatuto Maltês.

Em particular, Vossa Excelência ocupar-se-á de tudo aquilo que diz respeito à renovação espiritual e moral da Ordem, de maneira especial dos Membros professos, a fim de que seja plenamente alcançada a finalidade «de promover a glória de Deus mediante a santificação dos Membros, o serviço à Fé e ao Santo Padre, e a ajuda ao próximo», como reza a Carta Constitucional.

Até ao fim do seu seu mandato, ou sejá até à conclusão do Capítulo extraordinário que elegerá o Grão-Mestre, Vossa Excelência será o meu porta-voz exclusivo em tudo o que se refere às relações entre esta Sé Apostólica e a Ordem. Portanto, delego-lhe todos os poderes necessários para decidir sobre eventuais questões que possam surgir em vista da atuação do mandato que lhe foi confiado.

Enquanto lhe agradeço a disponibilidade a assumir o supramencionado cargo, asseguro-lhe a minha oração e concedo-lhe de coração a Bênção Apostólica, que de bom grado faço extensiva a todos os Membros da Ordem.

Vaticano, 2 de fevereiro de 2017.

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

17 de Outubro de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS