Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

O aborto nos Estados Unidos

Com 228 votos a favor e 196 contrários a Câmara dos Representantes dos Estados Unidos (com uma maioria republicana) aprovou o projecto de lei que proíbe o aborto depois da vigésima semana, reduzindo o prazo fixado pela histórica Roe v. Wade de 1973 que, pelo contrário, faz referência ao momento em que o feto está em condições de sobreviver fora do útero materno, ou seja 24-28 semanas. Entre as razões que levaram ao projecto de lei há os estudos médicos que comprovam o facto que depois deste prazo o feto é capaz de sentir dor. É muito provável (vista a composição do Senado e da Casa Branca) que o projecto não chegue a bom fim, contudo trata-se de uma demonstração importante sobre a possibilidade de rever alguns aspectos do aborto, com muita frequência dados por certos.

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

13 de Dezembro de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS