Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

Números sobre as mulheres no mundo

No mundo inteiro, são mil e trezentos milhões as pessoas que vivem em condições de extrema pobreza, 910 milhões são mulheres. Ou seja, sete em cada dez. revelou-o a ong espanhola Ayuda en Acción que, em 1981, dedica-se à cooperação internacional para tentar combater a pobreza através de programas de desenvolvimento auto-sustentáveis e campanhas de sensibilização entre as faixas mais vulneráveis. As mulheres que vivem nos Países mais pobres do mundo, apesar de produzirem 70 por cento dos géneros alimentícios, não possuem nem sequer 2 por cento dos terrenos cultiváveis. Para completar o quadro, há as poucas possibilidades de acesso à instrução e a chaga dos matrimónios e das gravidezes precoces (segundo a ong, são mais de 60 milhões as esposas forçadas ainda crianças). Em cada minuto, morre uma mulher durante a gravidez ou o parto devido a complicações inevitáveis. Ao mesmo tempo, a Agência dos direitos fundamentais da UE publicou uma pesquisa onde é evidente que os Países onde se registam mais violências contra as mulheres são os escandinavos. A Itália está no décimo oitavo lugar, penúltima antes da Polónia. Impressiona que no topo da tabela se encontrem os Países onde as mulheres estão mais presentes na política e no mundo do trabalho, como a Dinamarca, a Finlândia e a Suécia.

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

12 de Novembro de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS