Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

Nova missão de Kerry no Médio Oriente

· Para relançar a negociação entre israelianos e palestinianos ·

Tel Aviv, 2. O secretário de Estado americano, John Kerry, voltará hoje para o Médio Oriente com o objectivo de relançar a negociação entre israelianos e palestinianos. 

Kerry vai propor às duas partes o esboço de um acordo-quadro que deveria traçar as linhas fundamentais de uma futura aliança a ser alcançada – nos planos de Washington – entre meados de 2014.

É difícil afirmar se a iniciativa americana terá sucesso. Certamente, Kerry terá que trabalhar muito para aproximar as posições do primeiro-ministro israeliano, Benjamin Netanyahu, e do presidente palestiniano, Abu Mazen. Isto sobretudo depois das recentes polémicas devido às vozes sobre uma nova possível luz verde israeliana a outros estabelecimentos na Cisjordânia e no leste de Israel.

Além disso, nas últimas semanas voltou à ribalta a questão do vale do Jordão, depois de uma comissão ministerial israeliana ter anunciado um projecto de lei para a anexação a Israel dos cerca de vinte estabelecimentos presentes na área. O Governo de Netanyahu pressiona a fim de que o vale permaneça sob o controle militar israelianos também depois de um futuro acordo de paz: uma proposta contestada pelos palestinianos. No passado, tinha chegado da América do Norte a proposta de dispor no Jordão forças internacionais. Abu Mazen aceitou o princípio, mas quis especificar a natureza do papel das forças internacionais, que – disse – deveria consistir em defender os palestinianos dos possíveis ataques israelianos.

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

20 de Outubro de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS