Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

No dialeto das crianças

· O Papa explicou aos pais o modo como transmitir a fé aos filhos ·

A transmissão da fé deve ser feita antes de tudo «no dialeto da família», isto é, na «língua das crianças», recordou o Papa aos pais das crianças batizadas na manhã de domingo, 7 de janeiro, na Capela Sistina. 

Dezassete recém-nascidas, entre as quais duas duplas de gémeas, e dezassete recém-nascidos receberam o batismo do Papa Francisco. As crianças – filhos de funcionários do Vaticano – Elisa Anna Claudia Alpigiani, Federico Alviti, Elisabetta Maria Dorotea Barbagallo La Rosa, Davide Brandimarte, Elena Rosa Giovanna Cantore, Andrea Maria Capussotto, Gianluca Caputo, Celeste Cara, Francesco Ciampitti, Ilaria Cristina Aurora Citani, Andrea Alfio Aurelio Cristaldi, Benedetta De Rossi, Gaia Di Giacinto, Sofia Di Lecce, Christian Di Marco, Alessandro Giustini, Giordano Ianni, Désirée Martinelli, Michele Nocchi, Marta Palumbo, Marco Pascucci, Marta Ricci, Beatrice Maria e Lucrezia Maria Santoro, Romeo Saracino Castro, Camilla Schiappa, Gabriel Francesco Scott, Fabiola Stella, Paolo Tagnani, Matteo Federico Riccardo Temperini, Luca Terzano, Caterina e Matilde Tommassini, e Giuliana Carla Maria Zamponi estavam acompanhadas pelos pais, madrinhas e padrinhos, e alguns parentes. No final da missa os pais receberam como dom do Papa um pequeno baixo-relevo oval dourado representando a Virgem e o Menino, com o brasão pontifício gravado no reverso.

Homilia do Papa 

Angelus 

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

24 de Agosto de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS