Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

No coração vivo e jovem da Igreja

· O Santo Padre partiu com destino ao Brasil ·

É um Brasil em festa o que se prepara para receber o Papa Francisco. A primeira viagem internacional do Pontífice latino-americano tem como meta uma terra com grandes contrastes mas também com enormes potencialidades. Peregrino de esperança, o Papa com modos simples e espontâneos, que só em quatro meses foi capaz de instaurar uma relação de familiaridade e proximidade com as grandes multidões de fiéis, é esperado com entusiasmo no país com o maior número de católicos do mundo e com o episcopado mais numeroso. Disto são um eloquente testemunho as manifestações de alegria pelas praças, estradas,  praias, igrejas, hospitais, prisões, quarteis militares  e outros lugares abrangidos pela peregrinação da cruz e do ícone mariano na cidade carioca e pela semana missionária nas outras dioceses do Brasil, que precederam a verdadeira JMJ. Inspirados pela imagem da estátua do Redentor, que do Corcovado domina a baía do Rio de Janeiro, os brasileiros – não obstante as muitas dificuldades vividas, como se sabe, com particular intensidade precisamente neste período – abriram os braças para oferecer o melhor acolhimento possível ao Santo Padre e aos jovens que chegaram dos cinco continentes. Jovens e moças de culturas diferentes, que falam línguas diversas, mas tendo em comum o amor a Cristo, à Igreja e ao Papa.

E se a celebração da JMJ no Ano da fé é o motivo principal da viagem de Francisco, há também um aspecto pastoral não secundário, que se deve identificar na sua vontade de encontro e de diálogo. O Santo Padre  desloca-se ao outro lado do Oceano para confirmar na fé os povos da antiga terra da Santa Cruz e da América Latina inteira, marcados por grandes contradições sociais e pelo desafio religioso das seitas, que encontram terreno fértil precisamente onde a miséria e o analfabetismo estão mais difundidos.

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

27 de Janeiro de 2020

NOTÍCIAS RELACIONADAS