Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

​No centro a «Amoris laetitia»

Existe uma compenetração recíproca entre Evangelho, família e mundo de hoje. Com efeito, «no Evangelho a família encontra força e alegria» e «pela família evangelizada o mundo, por sua vez, é alcançado pela boa notícia do amor misericordioso do Pai», disse o cardeal Kevin Farrell durante a conferência de imprensa para a apresentação da Carta do Papa Francisco para o encontro mundial de Dublim.

Falando na Sala de imprensa da Santa Sé, o prefeito do dicastério para os leigos, a família e a vida observou que o texto do Pontífice confirma a data (21-26 de agosto de 2018) e o tema do encontro: «O Evangelho da Família: alegria para o mundo». A primeira referência indicada, disse o purpurado, é que este encontro possa oferecer às famílias do mundo inteiro a possibilidade «de aprofundar a sua reflexão e a sua partilha sobre o conteúdo da exortação apostólica pós-sinodal Amoris laetitia».

Fez-lhe eco o arcebispo de Dublim, D. Diarmuid Martin, o qual ressaltou que o encontro não tenciona ser apenas um acontecimento de passagem, «uma celebração fugaz dos ideais da vida da família». Ao contrário, trata-se de uma ocasião em que «a Igreja inteira é chamada a aprofundar a reflexão sobre o ensinamento contido na Amoris laetitia; um momento em que o amor quotidiano de maridos e esposas, o amor diário dos pais pelos seus filhos, pode ser reconhecido como recurso fundamental para a renovação da Igreja e da sociedade».

A celebração de Dublim, explicou o arcebispo, será precedida por uma ampla catequese «sobre o significado do amor conjugal e familiar, e sobre o papel da família na sociedade». Isto é, será uma experiência «de renovação para a Igreja na Irlanda, com uma ampla participação dos fiéis leigos». Além disso, graças a este encontro, «o papel da família poderá ser entendido mais profundamente». Por fim, durante a reunião as famílias poderão reconquistar a «confiança no cumprimento da sua missão, no contexto de uma Igreja que é misericordiosa, e que os acompanha nos altos e baixos das suas vidas».

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

24 de Outubro de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS