Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

No bairro «Magliana» opção pela caridade

· Na tarde de domingo o bispo de Roma em visita à paróquia de São Gregório Magno ·

Atenção aos idosos indigentes, hospedados na paróquia, e colaboração com associações de voluntariado que ajudam deficientes, ex-presos e drogados: dois sinais eloquentes da presença da paróquia de São Gregório Magno no bairro romano da Magliana, onde o Papa vai em visita pastoral na tarde de domingo.

É a sexta periferia visitada pelo bispo de Roma. O Pontífice encontrará uma realidade de trinta mil habitantes, tristemente conhecida por antigos vínculos com a criminalidade, e que no entanto – explica o pároco Renzo Chiesa – hoje é «semelhante a muitas periferias urbanas, com cidadãos honestos, respeitosos, generosos e civilmente comprometidos, mas também com exemplos de homologação às modas superficiais da sociedade moderna».

Erigida a 13 de Dezembro de 1963, a paróquia celebra a sua festa no mesmo dia do aniversário do Papa Bergoglio. No ano passado a paróquia festejou cinquenta anos de serviço, mas o edifício actual é mais moderno, tendo sido dedicado em 1977. No alto do seu campanário sobressai uma estátua de Jesus Cristo de braços abertos. Em 1979 já recebeu a visita de João Paulo II que, naquela ocasião, denunciou os numerosos «problemas do bairro que, tendo “eclodido” caoticamente, sofre devido a muitas carências em termos de serviços sociais primários». Eis, então, a vocação específica da paróquia, sempre sensível aos últimos.

Gianluca Biccini

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

25 de Janeiro de 2020

NOTÍCIAS RELACIONADAS