Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

Nenhum obstáculo à misericórdia

· ​Na audiência geral o Papa recorda que Jesus não veio para punir os pecadores mas para trazer a salvação ·

Jesus não veio para punir os pecadores mas para anunciar a todos a misericórdia de Deus e convidar à conversão. Recordou o Papa Francisco na audiência geral de quarta-feira 7 de setembro, exortando os numerosos fiéis presentes na praça de São Pedro «a não antepor obstáculo algum ao agir misericordioso do Pai».

O Pontífice falou do trecho evangélico do qual Mateus (11, 2-6) narra de João Batista que envia os seus discípulos perguntar a Jesus: «És tu aquele que deve vir ou temos que aguardar outro?». A resposta do Senhor revela que ele é «o instrumento concreto da misericórdia do pai, que vai ao encontro de todos levando o conforto e a salvação». Deste modo «os cegos, os coxos, os leprosos, os surdos, recuperam a sua dignidade e deixam de ser excluídos devido à sua doença, os mortos ressuscitam, e aos pobres é anunciada a boa nova».

Francisco analisou sobretudo as palavras de Jesus: «bem-aventurado é aquele para o qual eu não sou motivo de escândalo». E admoestou contra a tentação de se construir «uma falsa imagem do Messias» para uso próprio. Como fazem – enumerou – quantos «se modelam uma fé “à própria medida”» ou reduzem Deus a «um falso ídolo» usando o seu nome para justificar ódio e violência; ou ainda, encontram nele um «refúgio psicológico no qual se tranquilizar nos momentos difíceis»; ou ainda «consideram Cristo só um bom mestre de ensinamentos éticos»; ou por fim, reduzem a fé a «uma relação meramente intimista com Jesus, anulando o seu impulso missionário».

Peçamos – concluiu Francisco – o dom de uma fé grande para nos tornarmos sinais e instrumentos de misericórdia».

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

17 de Agosto de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS