Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

Na tilma da Virgem de Guadalupe

· Mensagem para os sessenta anos do Celam ·

Por ocasião do sexagésimo aniversário do Conselho episcopal latino-americano (Celam), o Papa enviou ao presidente, cardeal Rubén Salazar Gómez, a mensagem que publicamos numa nossa tradução.

Querido irmão,

Por ocasião dos 60 anos do Conselho Episcopal Latino-Americano (Celam), desejo unir-me em oração de acção de graças por todo o bem que o Senhor semeou gradualmente e que deu fruto mediante o seu serviço à Igreja de Deus na América Latina.

Espero que o Celam, tendo como prioridade a conversão pastoral e missionária, seja cada vez mais partícipe, apoio e ímpeto irradiante deste movimento evangelizador para com todos os âmbitos e confins. É importante que as nossas comunidades sejam «casa e escola de comunhão», que atraiam para uma fraternidade surpreendente fundada no reconhecimento do Pai comum, e ajudem a manter sempre viva na Igreja na América Latina a paixão pelos nossos povos, a assunção dos seus sofrimentos e a capacidade de discernimento cristão das vicissitudes da sua história presente, para abrir caminhos de maior equidade, paz e justiça.

A próxima abertura do Jubileu extraordinário da Misericórdia será um evento de graça em que o Celam deverá prestar um serviço fundamental de animação, intercâmbio e celebração.

Querido Irmão, ao transmitir-lhe as minhas cordiais saudações de sincera estima, concedo a todos os membros e aos colaboradores do Celam, e a todo o episcopado latino-americano e do Caribe, a minha Bênção Apostólica, pondo na tilma [manta] de Nossa Senhora de Guadalupe, padroeira da América, todos estes propósitos a fim de que, com a sua intercessão, Nosso Senhor Jesus Cristo suscite sempre novos e mais santos discípulos missionários nas nossas Igrejas, e mais corajosos construtores de paz e de justiça nas nossas nações.

Fraternalmente.

Vaticano, 12 de Outubro de 2015

Francisco

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

25 de Agosto de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS