Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

Na Ásia no sinal do diálogo

· Apresentada a viagem do Papa ao Sri Lanka e às Filipinas ·

Onze discursos, quatro no Sri Lanka e sete nas Filipinas, todos pronunciados em inglês; dois dias repletos de encontros no primeiro país e três no segundo; além de numerosas deslocações, começando pelos longos voos da partida, da transferência de Colombo para Manila e do regresso. 

A poucos dias da sétima viagem internacional do Papa Francisco, que se realizará na Ásia de 12 a 19 de Janeiro, o director da Sala de Imprensa da Santa Sé, pe. Federico Lombardi, apresentou na quarta-feira 7 o programa pormenorizado.

A segunda visita do Papa Bergoglio ao continente asiático realiza-se a poucos meses da realizada à Coreia no passado mês de Agosto e insere-se numa tradição consolidada de viagens pontifícias aos dois países. Com efeito, tanto o Sri Lanka quanto as Filipinas já tinham sido metas de peregrinação por parte de Paulo VI e de João Paulo II. Montini foi no final de 1970 e Wojtyła em Janeiro de 1995, depois de ter visitado apenas as Filipinas em Fevereiro de 1981.

A viagem do Papa Bergoglio realizar-se-á «sob o sinal do diálogo e da reconciliação», explicou o jesuíta, sublinhando que em particular a visita ao Sri Lanka será caracterizada pela canonização do primeiro santo do país, o oratoriano José Vaz; por um encontro com os líderes do budismo (professado por 70% dos habitantes), do hinduísmo (12-13%), do islão (pouco menos de 10%) e do cristianismo (apenas 7%); e por uma visita ao norte habitado pela minoria Tâmil. Nas Filipinas, única nação asiática de maioria católica, a visita será no sinal dos temas da misericórdia e da compaixão, com particular referência às vítimas do furacão Yolanda. Ao mesmo tempo, o director da Sala de Imprensa observou que a Igreja local se prepara para celebrar o quinto centenário da evangelização.

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

18 de Janeiro de 2020

NOTÍCIAS RELACIONADAS