Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

Música inclusiva

· A Sistina e o coro de Westminster juntos no consistório ·

O maestro da Capela Musical Pontifícia, Massimo Palombella, narra que em 2012, quando a Sistina foi a Londres para ensaiar juntamente com o coro de Westminster Abbey e realizar um concerto na catedral de Westminster, o arcebispo de Westminster, Vincent Nichols, disse-me que era seu grande desejo um dia ver o coro da sua catedral cantar numa celebração papal juntamente com a Capela Sistina.

A recente elevação a cardeal do arcebispo Nichols determinou a feliz condição para realizar o seu desejo e, por conseguinte, a Capela Musical Pontifícia e o coro da Catedral de Westminster fundir-se-ão para a celebração do consistório.

Permitir o encontro de culturas diversas, de tradições musicais diferentes – e também aparentemente distantes – constitui um objectivo importante do serviço eclesial da Capela Musical Pontifícia. Com efeito, esta antiga instituição não existe, e não teria sentido que existisse, para fazer apenas um pouco de música.

Podemos descobrir a sua profunda verdadeira identidade exclusivamente no âmbito de um serviço eclesial, onde a evangelização é eixo principal de toda a actividade.

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

11 de Novembro de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS