Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

Mulheres corajosas

· Na audiência geral o Papa falou sobre a figura de Judite ·

Mulher «de grande beleza e sabedoria» mas sobretudo «de coragem», Judite fala com «a força de um profeta» e indica aos homens «o caminho da confiança» em Deus, afirmou o Papa na audiência geral de quarta-feira 25 de janeiro, na Sala Paulo VI, dedicando a catequese à personagem bíblica que «restitui força ao seu povo em perigo mortal e o leva pelos caminhos da esperança».

No dia da festa da Conversão de São Paulo, o Pontífice – que na parte da tarde vai à basílica romana intitulada ao apóstolo das nações para concluir a semana de oração pela unidade dos cristãos – escolheu a figura bíblica da «grande heroína» para exortar os fiéis a «confiar-se a Deus» sem nunca «pôr condições». Isto significa, explicou, «entrar nos seus desígnios sem nada pretender, aceitando inclusive que a sua salvação e a sua ajuda cheguem a nós de modo diverso das nossas expectativas».

Para Francisco é justo pedir ao Senhor «vida, saúde, afetos, felicidade»; mas é preciso fazê-lo «cientes de que Deus sabe obter vida também da morte, que se pode experimentar a paz inclusive na doença, e que pode haver serenidade até na solidão e beatitude também no pranto». Resumindo, não se pode «ensinar a Deus o que ele deve fazer», porque «ele sabe melhor do que nós; e devemos ter confiança, pois os seus caminhos e pensamentos são diferentes dos nossos».

Assim a experiência de Judite, que exorta o povo a não pôr o Senhor à prova e a esperar com confiança «a salvação que vem dele», indica ao cristão qual é «o caminho da esperança». E mostra a figura de uma mulher «corajosa na fé e nas obras», que não teme «causar má impressão diante dos outros» e «vai em frente» pelo seu caminho. De resto, disse convicto o Papa, improvisando um comentário sobre o episódio bíblico, «as mulheres são mais corajosas do que os homens».

Catequese do Papa

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

18 de Outubro de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS