Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

Mother

· O film ·

Mother (2009) do realizador coreano Bong Joon-ho é um filme sombrio e duro. No centro da narração encontra-se uma mulher da qual, não por acaso, não se conhece nem o nome nem o sobrenome e que sozinha se ocupa, exclusivamente e com absoluto amor, do seu único filho, um jovem sem trabalho, com muitos problemas de carácter, que com frequência entra em apuros e que acaba na prisão acusado de homicídio. É a mãe quem gasta todas as suas poupanças para pagar o advogado. É ela quem se transforma em detective. É ela quem se degrada e mente para o salvar. Uma maternidade dura para com a qual não há afecto nem gratidão. Uma maternidade tão grande e obstinada quanto sozinha, desoladora e sacrificada. Um filme triste recitado de modo magnífico por Kim Hie-ja que  recebeu muitos prémios. Um filme onde o amor materno inquestionado não tem nenhum reconhecimento e quanto mais se prodigaliza mais é mal-entendido e desprezado. Uma mãe que pode encontrar somente em si própria, na sua capacidade pelo menos temporária de esquecer, a força para continuar. No fim do filme vemo-la dançar sozinha num campo para cancelar com a liberdade e a graça dos gestos a opressão de um amor recusado.

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

19 de Novembro de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS