Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

​A misericórdia não é «complacência»

· ​Na mensagem para a XXXI Jornada mundial o Papa convida os jovens para a Croácia e propõe-lhes que nos próximos sete meses de 2016 escolham uma obra para pôr em prática ·

«A misericórdia não é “benevolência”, nem mero sentimentalismo. Aqui há a verificação da autenticidade do nosso ser discípulos de Jesus, da nossa credibilidade como cristãos no mundo de hoje». Foi quanto escreveu o Papa Francisco na mensagem para a trigésima primeira Jornada mundial da juventude que se celebrará em Cracóvia. É a última das três mensagens papais dedicadas às bem-aventuranças evangélicas, que estão a ritmar o caminho de preparação para o encontro internacional de 2016. Na sua Mensagem o Pontífice frisa que o tema da XXXI JMJ insere esta celebração no coração do Ano santo da misericórdia, fazendo com que se torne «um verdadeiro Jubileu dos Jovens a nível mundial». Como recorda o Sucessor de Pedro, é a terceira vez que um encontro internacional dos jovens coincide com um Ano jubilar. Aconteceu assim quando, durante o Ano Santo da Redenção (1983-1984), são João Paulo II convocou pela primeira vez os jovens do mundo inteiro para o Domingo dos Ramos. Em seguida, durante o Grande Jubileu de 2000, mais de dois milhões de jovens de cerca de 165 países reuniram-se em Roma para a XV Jornada Mundial da Juventude. «Como já se verificou nestes dois casos precedentes – diz o Papa Francisco – estou certo de que o Jubileu dos Jovens em Cracóvia será um dos momentos fortes deste Ano Santo!».

Texto da mensagem do Papa 

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

18 de Agosto de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS