Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

A misericórdia é mais forte do que as divisões

· Na audiência geral Francisco falou sobre o oitavário ecuménico ·

O convite a ir «para além das nossas divisões» foi dirigido a todos os cristãos pelo Papa Francisco na audiência geral de quarta-feira, 20 de Janeiro, dedicada ao oitavário ecuménico.

Depois de ter recordado o seu tema tirado da primeira carta de são Pedro e escolhido por um grupo ecuménico da Letónia, o Pontífice frisou que durante a semana de oração pela unidade dos cristãos é preciso rezar «a fim de que todos nós discípulos de Cristo encontremos o modo de colaborar juntos para levar a misericórdia do Pai a todas as partes da terra».

Neste sentido, o Baptismo é elemento unificador. «No centro da catedral luterana de Riga – explicou – existe uma pia baptismal que remonta ao século XII». Este, acrescentou, «é sinal eloquente de uma origem de fé reconhecida por todos os cristãos da Letónia, católicos, luteranos e ortodoxos. Tal origem é o nosso comum baptismo». E a este propósito, também a carta de Pedro escolhida para as celebrações deste ano «é dirigida à primeira geração de cristãos para os tornar conscientes do dom recebido com o baptismo». Por conseguinte, frisou o Pontífice, «também nós, nesta semana somos convidados a redescobrir tudo isto, e a realizá-lo em conjunto».

Catequese do Papa 

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

25 de Fevereiro de 2020

NOTÍCIAS RELACIONADAS