Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

Maria mãe da reconciliação coreana

«A Virgem Maria é mãe da reconciliação entre a Coreia do Norte e a Coreia do Sul. A Ela é confiada a promoção da paz na península»: afirmou-o numa mensagem o arcebispo de Seul, D. Andrew Yeom Soo-jung, que interveio de novo sobre a urgência de reconciliar as duas Coreias. A mensagem chega num momento em que os dois países estão a tentar reiniciar as reunificações familiares entre membros de núcleos divididos pela fronteira, enquanto as exercitações militares conjuntas em curso entre os Estados Unidos e a Coreia do Sul alimentam a tensão. Partindo de dois acontecimentos – um civil (a independência da Coreia do Sul) e um religioso (a Assunção) – o arcebispo recordou que se há mais de sessenta anos Maria foi para o povo coreano a «mãe da libertação» do imperialismo japonês, hoje deve ser «mãe da reconciliação». E, citando a Pacem in terris , prosseguiu afirmando que a reconciliação entre os dois países não é só uma questão local, mas é também «o caminho para a paz no mundo».

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

25 de Agosto de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS