Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

Mãe de dez mil filhos

· O testemunho ·

Nascida numa família da minoria tutsi, em 1994 Margherite Barankitse fundou no seu Burundi dilacerado pela guerra civil a Maison Shalom, casa de acolhimento que até agora hospedou mais de dez mil crianças de todas as etnias e religiões, vítimas de guerra, pobreza e Sida. Já a tínhamos encontrado há alguns anos, quando veio à Itália para apresentar o livro «Madre di diecimila figli» [Mãe de dez mil filhos] (Piemme 2007) escrito com Christel Martin: no centro, as crianças encontradas, cada uma com a própria história de sofrimento e sorrisos inesperados. Todas igualmente vítimas de ódio e de violência, os pequeninos não constituem um grupo homogéneo: alguns viram os seus familiares massacrados, outros, filhos dos carnífices, carregaram o peso das barbáries dos pais; existem também as crianças-soldado, as crianças doentes e as violadas. Maggy recusa definir a Maison Shalom um orfanato, instituição anónima que não se preocupa com o futuro dos pequeninos, e que no Burundi – sendo gerido com fundos ocidentais – cria nas crianças necessidades falsas e alheias. Maggy, ao contrário, está convicta de que a uma criança privada dos pais, o que mais falta é a família: portanto, recriar e reconstruir este laço, restituir-lhe dignidade de pertença, é o objectivo principal. Se na Maison Shalom a diversidade dos pequenos se torna um valor é porque cada um vê, além do próprio sofrimento, também o do outro: a comparação ajuda-os reciprocamente a crescer. Ouvir a dor da criança da etnia que exterminou a tua família, ajuda a superar o ódio e a fazer crescer a geração do perdão. (@GiuliGaleotti)

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

19 de Outubro de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS