Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

Madre Laura doutora da Igreja?

Laura Montoya (1874-1949), a primeira santa colombiana, poderia receber o mais importante título que a Igreja católica atribui depois da santidade. Por ocasião dos sessenta e quatro anos da morte da madre Laura, canonizada no passado dia 12 de Maio pelo Papa Francisco, de facto, «El Tiempo» revelou que o caso será apresentado muito brevemente à Congregação para as Causas dos Santos. Se o pedido for aceite, madre Laura começa a fazer parte do pequeno grupo de doutores da Igreja católica (34 santos), indo colocar-se ao lado de Teresa de Ávila, Catarina de Sena, Teresa de Lisieux e Hildegard von Bingen. «É possível que a madre Laura se torne doutora. Além de ter sido uma grande pastora da Igreja, foi também uma grande intelectual», afirmou o jesuíta Carlos Novoa, professor na Pontificia Universidad Javeriana. Padre Novoa recordou também que, enquanto desempenhava a sua obra missionária entre os índios, a religiosa se distinguiu como escritora. Publicou mais de trinta livros, entre os quais a autobiografia, considerada uma preciosidade da literatura religiosa e mística. «Mas, além disso, seria uma confirmação da luta que a madre Laura conduziu contra a discriminação das mulheres. Seria uma grande contribuição num país machista como a Colômbia», acrescentou o jesuíta, o qual recordou que a madre Laura Montoya teve que lutar duramente contra a Igreja e a sociedade para conseguir levar para a frente a sua obra evangelizadora e social entre os índios, numa época em que à mulher era proibido quase tudo. A Santa Sé precisará de mais ou menos cinco anos para estudar os textos e as propostas evangelizadoras da santa colombiana, sobretudo sobre o papel da mulher na Igreja.

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

14 de Outubro de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS