Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

A lógica da fraternidade

· ​Numa mensagem a Bartolomeu o Papa recorda o sangue derramado nos recentes ataques terroristas ·

No âmbito do tradicional intercâmbio de delegações para as respectivas festas dos santos padroeiros, o cardeal Koch, presidente do Pontifício Conselho para a promoção da unidade dos cristãos, foi a Istambul no dia 30 de Novembro para a celebração de santo André. Acompanhado pelo bispo Farrell, secretário do dicastério, e pelo monsenhor Palmieri, subsecretário, o purpurado participou na divina liturgia presidida por Bartolomeu na igreja patriarcal de São Jorge no Fanar e teve um encontro com o patriarca ecuménico e conversações com a comissão sinodal encarregada das relações com a Igreja católica. Depois, o cardeal entregou uma mensagem autógrafa do Papa, a qual foi lida na conclusão da liturgia.

Na mensagem o Pontífice recorda a celebração de há um ano na Igreja patriarcal do Fanar: «Tal ocasião foi um momento de graça que me permitiu renovar e aprofundar, na oração comum e no encontro pessoal, os vínculos de amizade com Vossa Excelência e com a Igreja que preside».

«O mundo hoje – recorda o Papa – tem uma grande necessidade de reconciliação, especialmente à luz de tanto sangue derramado nos recentes ataques terroristas. Acompanhemos as vítimas com as nossas orações e renovemos o nosso compromisso por uma paz duradoura, promovendo o diálogo entre as tradições religiosas».

Texto da mensagem do Papa 

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

22 de Agosto de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS