Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

Licença
ao cardeal George Pell

· ​Comunicado da Sala de imprensa da Santa Sé ·

A Santa Sé recebeu com amargura a notícia da acusação feita na Austrália ao cardeal George Pell por imputações relativas a eventos ocorridos há várias décadas.

Informado sobre esta decisão, no pleno respeito pelas leis civis e reconhecendo a importância da sua participação a fim de que o processo possa realizar-se de modo correto e assim favorecer a busca da verdade, o cardeal Pell decidiu regressar ao seu país para enfrentar as acusações que lhe foram feitas.

Informado sobre isto pelo próprio cardeal Pell, o Santo Padre concedeu-lhe um período de licença para poder defender-se.

Durante a ausência do prefeito, a Secretaria para a economia continuará a desempenhar as próprias tarefas institucionais. Os secretários permanecerão no cargo para o processamento dos assuntos comuns, donec aliter provideatur.

O Santo Padre, que pôde apreciar a honestidade do cardeal Pell durante os três anos de trabalho na Cúria romana, agradece-lhe a colaboração e, em particular, o serviço enérgico a favor das reformas no setor da economia e da administração, assim como a sua participação ativa no Conselho de cardeais.

A Santa Sé exprime o seu respeito pela justiça australiana, que deverá decidir o mérito das questões levantadas. Ao mesmo tempo, é necessário recordar que há décadas o cardeal Pell condenou aberta e reiteradamente os abusos cometidos contra os menores como atos imorais e intoleráveis, cooperou no passado com as autoridades australianas (por exemplo nas deposições feitas à Royal Commission), apoiou a criação da Pontifícia comissão para a tutela dos menores e, finalmente, como bispo diocesano na Austrália, introduziu sistemas e procedimentos para a proteção dos menores e para oferecer assistência às vítimas de abusos.

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

25 de Agosto de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS