Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

História de uma vocação

· Num inédito de Jorge Mario Bergoglio a figura do padre salesiano Enrique Pozzoli que o baptizou no dia de Natal ·

Mais de uma vez o Papa Francisco falou com eficácia sobre a importância do baptismo, perguntando aos fiéis se se recordam da data de quando se tornaram cristãos. E em Jorge Mario Bergoglio a memória de quem a 25 de Dezembro de 1936 o baptizou – o salesiano de origem italiana Enrique Pozzoli – está sempre vívida, ligada à história da sua vocação. 

Entregue em seis densas páginas datilografadas pessoalmente a 20 de Outubro de 1990, a evocação foi redigida em Córdova pelo jesuíta para cumprir uma promessa feita ao salesiano Cayetano Bruno, o historiador da Igreja na Argentina. Era o vigésimo aniversário da morte de Pozzoli e naquela manhã, depois de ter celebrado a missa por ele, o padre Bergoglio pôs-se a escrever de jacto a longa carta. Depois desta, logo em seguida enviou outra ao mesmo destinatário, de cinco páginas datilografas, com algumas «recordações salesianas». No aniversário de baptismo do Papa, publicamos quase integralmente o primeiro «relatório» dedicado ao religiosos, no qual se uniam «as imagens do missionário, do confessor, do relojoeiro e do fotógrafo» e cuja história se entrelaça, várias vezes de modo decisivo, com a da família Bergoglio. E de muitos outros. O texto, conservado no arquivo histórico salesiano de Buenos Aires, é apresentado aqui numa nossa tradução que conserva todas as particularidades e os raríssimos lapsus do original, enquanto as poucas intervenções foram inseridas em itálico e entre parênteses quadrados. (g.m.v.)

O texto integral

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

21 de Agosto de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS