Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

Há setenta e sete anos comecei a frequentar a escola

· Aos alunos da escola pontifícia Paulo VI das Mestras Pias Filippini ·

Na tarde dequinta-feira 23 de Setembro,no pátio interno do PalácioPontifício de Castel Gandolfo,o Papa encontrou-se com os alunos da Escola pontifíciaPaulo VI , das Irmãs MestrasPias chamadas Filippini, acompanhadas por um grupode professores e pais.O Sumo Pontífice dirigiu-lhes a seguinte saudação.

Queridas crianças

Prezados professores

Estimados pais

Caros amigos

Bem-vindos aqui no Palácio, na casa do Papa. Estou muito feliz por vos acolher finalmente e por ver esta Escola pontifícia Paulo VI das Irmãs Mestras Pias chamadas Filippini, por estar convosco pelo menos por um instante. Espiritualmente estamos sempre juntos, aqui, nesta bonita cidade de Castel Gandolfo, mas agora posso também ver-vos, e estou muito feliz por isso.

Amadas crianças, vós ides à escola e naturalmente aprendeis; quanto a mim, pensei que já passaram setenta e sete anos desde que comecei a frequentar a escola. Vivia numa cidadezinha de trezentas almas, um pouco «atrás da lua», dir-se-ia; todavia, aprendemos o essencial. Aprendemos principalmente a ler e a escrever, e penso que é algo importante, poder escrever e ler, porque assim podemos conhecer o pensamento dos outros, ler os jornais, os livros; podemos conhecer aquilo que foi escrito há dois mil anos, ou há mais tempo ainda; podemos conhecer os continentes espirituais do mundo e comunicar em conjunto; e há sobretudo algo de extraordinário: Deus escreveu um livro, ou seja, falou-nos a nós homens e encontrou pessoas que escreveram o Livro com a Palavra de Deus, de tal modo que, lendo, podemos ler também aquilo que Deus diz. E isto é muito importante: na escola aprende-se tudo o que é necessário para a vida, e aprende-se também a conhecer Deus, a conhecer Jesus, e assim a saber como se vive bem. Na escola encontrais muitos amigos, e isto é bom; é assim que se forma uma grande família. Mas entre os grandes amigos, o primeiro que encontramos, que conhecemos, deveria ser Jesus, que é amigo de todos e que nos indica realmente o caminho da vida.

Obrigado pela vossa presença e pela vossa alegria; e felicitações a todos vós.

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

22 de Setembro de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS