Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

Franz e Franziska

Em 1943 um camponês católico austríaco, Franz Jägerstätter, foi condenado à morte pelo tribunal de guerra de Berlim porque tinha-se recusado de prestar serviço na Wehrmacht. Durante muito tempo esquecida, a vicissitude deste homem que escolheu seguir a sua consciência de cristão renunciando obedecer à autoridade política e eclesiástica – a hierarquia católica austríaca tinha-se alinhado com as posições do nacional-socialismo – está hoje no centro do livro Una storia d’amore, di fede e di coraggio. Franz e Franzisca Jägerstätter di fronte al nazismo [Uma história de amor, de fé e de coragem. Franz e Franzisca Jägerstätter diante do nazismo] (il Pozzo di Giacobbe, 2013). Editado por Giampiero Girardi e Lucia Togni, o livro apresenta Franz através das cartas que trocou com a mulher Franziska desde Junho de 1940 até à véspera da sua morte. Cartas nas quais, entre outras coisas, se encontra – como escreve Daniele Menozzi na introdução - «o testemunho de uma prática concreta do cristianismo que antecipa as orientações que aparecerão somente décadas mais tarde, quando o mundo católico iniciou a busca de uma inteligência mais profunda do Evangelho».

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

24 de Agosto de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS