Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

Francisco apóstolo
na Terra Santa

· Na homilia para a Anunciação do Senhor o patriarca Twal recordou a próxima visita do Papa ·

Da sagrada família de Nazaré a força para enfrentar os desafios e as ameaças da unidade

Nazaré, 26. A viagem que o Papa realizará de 24 a 26 de Maio à Terra Santa é uma visita de «imensa importância», porque Francisco é «um apóstolo da caridade, da paz, da reconciliação» e «um amigo dos pobres, dos mais oprimidos». Não podia deixar de recordar a próxima peregrinação do Pontífice o patriarca de Jerusalém dos Latinos, Fouad Twal, que ontem, na homilia da missa para a solenidade da Anunciação do Senhor, celebrada na homónima basílica em Nazaré, afirmou esperar com alegria esta visita, «apostólica e ecuménica, importante e cheia de significado». Uma viagem que terá lugar cinquenta anos depois da de Paulo VI, protagonista, juntamente com o patriarca Atenágoras, de um encontro histórico que «eliminou muitos obstáculos ao longo do caminho da unidade cristã».

Twal realçou que o Papa se encontrará com o patriarca ecuménico Bartolomeu e com todos os patriarcas de Jerusalém e os patriarcas católicos do Médio Oriente.

«Francisco – acrescentou – representa a consciência despertada e a palavra corajosa que exige acções e dá testemunho de Cristo. Com simplicidade, sorriso e humildade, Francisco é o apóstolo da família, o seu defensor, o defensor dos seus direitos, da sua existência, da sua criação para a eternidade». O Santo Padre «é também o apóstolo da fé que não conhece medo nem inquietação. Vem aqui como peregrino para se unir às nossas orações».

Em Nazaré, «lugar santo, lugar da Anunciação mística, unidos à sagrada família, nada devemos temer» e «queremos reafirmar o nosso apoio perante estes desafios assim como a nossa determinação em enfrentá-los, superá-los, com a força d'Aquele que venceu o mundo e o mal, através da sua cruz e da sua ressurreição. Portanto, convido todos os filhos da Terra Santa a realizar uma peregrinação a Nazaré, durante este ano consagrado à família, para seguir o exemplo da sagrada família.

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

22 de Agosto de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS