Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

Faleceu o arcebispo
Zygmunt Zimowski

· Desde 2009 era presidente do Pontifício conselho para a pastoral no campo da saúde ·

Doente entre os doentes, viveu em primeira pessoa o Evangelho do sofrimento. Duplamente: quer como pastor quer como presidente do Pontifício conselho para a pastoral no campo da saúde. Acometido por um tumor, o qual combatia desde dezembro de 2014, o arcebispo Zygmunt Zimowski faleceu no hospital de Dabrowa Tarnowska, no seu país, a Polónia, na noite de terça-feira, 12 de julho. 

Tinha 67 anos. Recentemente, o Papa Francisco telefonou-lhe para lhe exprimir a própria proximidade e garantir a sua oração. Também Bento XVI lhe tinha telefonado há alguns dias.

Ao receber a notícia o Papa Francisco enviou a monsenhor Jean-Marie Mate Musivi Mupendawatu, secretário do Pontifício conselho para a pastoral no campo da saúde, um telegrama de pêsames no qual exprimiu a sua «participação espiritual no luto que atinge o dicastério e, enquanto recordo o seu generoso ministério desempenhado primeiro como pastor da Diocese de Radom, depois ao serviço da Santa Sé, elevo fervorosas orações de sufrágio ao Senhor pela sua alma, confiando-o à materna intercessão da Bem-Aventurada Virgem Maria, Rainha da Polónia».

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

17 de Setembro de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS