Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

Exemplos para o mundo

· Angelus no final da canonização ·

Aos fiéis reunidos na praça de São Pedro para o Angelus após a missa, o Papa dirigiu estas palavras.

Prezados irmãos e irmãs

Antes de concluir esta solene celebração, desejo transmitir a todos vós uma cordial saudação.

Dirijo-me antes de tudo aos peregrinos vindos para prestar homenagem a são Guido Maria Conforti e a são Luigi Guanella, com um pensamento de especial afecto e encorajamento para os membros dos Institutos por eles fundados: os Missionários Xaverianos, as Filhas de Santa Maria da Providência e os Servos da Caridade. Saúdo os Bispos e as Autoridades civis, e agradeço a cada um a sua presença. Mais uma vez, a Itália ofereceu à Igreja e ao mundo testemunhas luminosas do Evangelho; louvemos a Deus e oremos a fim de que nesta nação a fé não cesse de se renovar e de produzir bons frutos.

Saúdo de todo o coração os peregrinos de língua espanhola, que vieram a Roma para participar na jubilosa celebração de proclamação de novos santos. Juntamente com os Senhores Arcebispos e Bispos que os acompanham, com as Delegações oficiais e com os devotos e os seguidores do espírito daqueles que hoje foram canonizados, saúdo em particular as Servas de São José, que sentem a grande alegria de ver reconhecida para a Igreja universal a santidade da sua Fundadora. Que o exemplo e a intercessão destas figuras preclaras para a Igreja levem todos a renovar o seu compromisso de viver de todo o coração a fé em Cristo e de O testemunhar nos diversos âmbitos da sociedade. Muito obrigado!

À Virgem Maria, que guia os discípulos de Cristo pelo caminho da santidade, nos dirijamos agora em oração. À sua intercessão, confiemos também o Dia de reflexão, diálogo e oração pela paz e a justiça no mundo: uma peregrinação a Assis, depois de vinte e cinco anos da que foi convocada pelo Beato João Paulo II.

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

23 de Agosto de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS