Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

Evento que suscita esperanças

· Bento XVI sobre a declaração conjunta em Varsóvia assinada pelo Patriarca de Moscovo e pelo presidente dos bispos polacos ·

Antes do Angelus o Pontífice medita sobre o significado de Cristo pão de vida para a humanidade

«Um evento importante que suscita esperança para o futuro». O Papa definiu deste modo a declaração conjunta assinada, na sexta-feira 17 de Agosto em Varsóvia, pelo Patriarca de Moscovo e de todas as Rússias Kirill I e pelo  presidente da Conferência episcopal polaca, D. Jozéf Michalik. Afirmou-o saudando no domingo passado, 19 de Agosto, um grupo de fiéis polacos que participaram em Castel Gandolfo no encontro habitual da oração mariana. Tratou-se de um evento importante porque manifestou «o desejo de fazer crescer – explicou o Pontífice – a união fraterna e de colaborar na defesa dos valores evangélicos no mundo contemporâneo». Antes da oração Bento XVI tinha meditado sobre o sentido do milagre da multiplicação dos pães e dos peixes, conforme foi revelado pelo próprio Jesus durante o discurso na sinagoga de Cafarnaúm. Cristo que se faz pão de vida, acrescentou o Papa, é o «grão de trigo lançado nos sulcos da história»,  «primícias da humanidade nova».

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

19 de Setembro de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS