Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

Eu sou a Charlotte Simmons

· O romance ·

É bonita e inteligente a caloira Charlotte, que chegou das montanhas do North Caroline à Dupont University com uma bolsa de estudos, o Olimpo da cultura universitária dos Estados Unidos. Mas é suficiente um momento e a fachada dourada cai. Atrás há a luta, até à última gota de sangue, pelo predomínio académico, racial, social e sexual. Não poderia ser mais brutal o embate com um mundo que, desde o início, com desdém, a faz passar por cima de todos os valores com que cresceu. Charlotte entenderá, na sua pele, que esta mentalidade cintilante e sem valores, que faz do sexo a moeda central de troca, na realidade não conduz a lado nenhum. Deste modo, a estudante aperceber-se-á que a sua grandeza está neste seu ser diferente: «Eu sou a Charlotte Simmons». É incrível este romance que o escritor americano Tom Wolfe (nascido em 1931) assinou em 2005; é a falência da utopia da liberdade sexual. Mas é também a via que deve ser percorrida para sair dela. (@GiuliGaleotti)

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

17 de Novembro de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS