Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

Esperanças de paz na Ucrânia

· Iniciada retirada das armas pesadas e segunda-feira terá lugar em Bruxelas o encontro trilateral sobre o fornecimento de gás ·

Diminui a tensão militar no leste ucraniano, onde ontem também Kiev anunciou o início da retirada das armas pesadas, dois dias após os separatistas. 

E atenua-se inclusive o conflito sobre o gás, depois que o colosso russo Gazprom cedeu a um pequeno compromisso, dizendo-se pronto para excluir do contrato de Kiev o fornecimento para Donbass, o que tinha criado um novo pomo de discórdia.

O ministro da Energia russo, Alexandr Novak, comunicou hoje que aceitou o convite da Ue para um encontro trilateral com Kiev segunda-feira em Bruxelas, para resolver a disputa sobre o gás entre a Rússia e a Ucrânia. Todavia, a «ameaça militar do leste» persiste, apesar da trégua entre o exército ucraniano e os rebeldes, disse hoje o presidente da Ucrânia, Petro Poroshenko, num discurso na universidade nacional da Defesa. Fortalecida por uma trégua sem mortes nem bombardeamentos nos últimos dois dias, Kiev anunciou o início da retirada das suas armas pesadas. Portanto, para as esperanças de paz serão determinantes a monitorização e o juízo da missão da Osce que, embora tenha constatado o início da retirada das armas pesadas por parte dos rebeldes, até hoje se queixava da sua rejeição de conceder um acesso seguro e ilimitado ao terreno.

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

20 de Outubro de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS